quarta-feira, 25 de abril de 2018

Coritiba Campeão Brasileiro Série B 2010

Depois de três anos, o Coritiba volta a disputar a Série B, em 2010. E calejado recentemente pelos percalços da competição, sabia exatamente qual era o caminho para o retorno rápido à elite nacional.
Só que o começo não foi muito bom para o Coxa. Estreou perdendo de 3 a 1 para o Náutico nos Aflitos. Na sequência, empates em 1 a 1 com o América-MG (em casa) e 2 a 2 com a Portuguesa (fora). A primeira vitória só aconteceu na quarta rodada, por 2 a 1 sobre o Brasiliense no Couto Pereira. A partir de então, o time engatou uma sequência de partidas sem perder, que culminou com a chegada na liderança, na 11ª rodada, após vencer por 1 a 0 Vila Nova no Serra Dourada. O Coritiba segurou o primeiro lugar até o 15º jogo, quando fez a pior atuação no campeonato, levando 5 a 1 do Ipatinga fora de casa. O Coxa virou o turno afastado do líder Figueirense, e alternando bons e maus jogos. A briga só esquentaria de vez na 23ª rodada, quando a vitória de 1 a 0 sobre o Brasiliense na Boca do Jacaré recolocou o time paranaense na liderança. Daqui para o final, o Coritiba se manteve na frente, abrindo distância para os adversários.
Na 35ª partida, o acesso foi consolidado depois de vencer por 3 a 2 o Duque de Caxias no Rio de Janeiro. O título foi confirmado duas rodadas depois, no empate em 2 a 2 com o Icasa em Juazeiro do Norte. Assim, o Coritiba se tornava o terceiro clube bicampeão da segunda divisão do Campeonato Brasileiro. Na campanha, 71 pontos em 38 jogos, 21 vitórias, oito empates e nove derrotas. Os time que subiram ao lado do Coxa foram, Figueirense, Bahia e América-MG.


Foto Arquivo/Gazeta do Povo

domingo, 22 de abril de 2018

Vasco Campeão Brasileiro Série B 2009

O Vasco encarou seu primeiro rebaixamento no Brasileiro no ano de 2008, e em 2009 desembarcou pela primeira vez no território da Série B. A competição já estava estabilizada no formato de pontos corridos e com 20 participantes. A missão vascaína se tornava a mesma de Corinthians, Atlético-MG, Grêmio, Palmeiras e Botafogo: voltar à elite na primeira oportunidade.
A estreia do Cruz-maltino foi positiva, com vitória de 1 a 0 sobre o Brasiliense em São Januário. O gosto da liderança veio pela primeira vez na terceira rodada, após vencer por 3 a 0 o Atlético-GO em casa. No jogo seguinte ocorreu a primeira derrota, de 3 a 1 para o Paraná na Vila Capanema, que tirou o Vasco da ponta. O time então encarou uma sequência de sete partidas sem vencer, que lhe afastou da briga com Guarani e Atlético-GO, os novos líderes. Na 10ª rodada o time voltou a vencer, fazendo 3 a 0 na Ponte Preta em casa. Este resultado marcou a retomada vascaína, que voltou à liderança na 19ª rodada, ao vencer por 4 a 0 o Ipatinga em São Januário. Dali para a frente, ninguém mais encostou no Vasco.
O acesso do Cruz-maltino aconteceu na 34ª rodada, depois da vitória de 2 a 1 sobre o Juventude no Maracanã. O título foi confirmado na 36ª partida, uma vitória também de 2 a 1 no Maracanã, mas sobre o América-RN. A equipe de Philippe Coutinho, Fernando Prass e Alan Kardec foi campeã com uma bela campanha, de 76 pontos em 38 jogos, com 22 vitórias, dez empates e seis derrotas. Foram sete pontos de vantagem sobre o vice Guarani, que também subiu de divisão, ao lado de Ceará e Atlético-GO. Das três passagens do Vasco pela segunda divisão, esta foi a melhor de todas.


Foto Alex Carvalho/AGIF/Agência Estadão

terça-feira, 17 de abril de 2018

Altos Campeão Piauiense 2018

O Altos conquista pela segunda vez na história o Campeonato Piauiense. O bicampeonato veio após uma competição curta, com apenas seis participantes. O Jacaré terminou a primeira fase na liderança, em uma disputa ponto a ponto com o River. Foram 23 pontos em dez rodadas, um a mais que o adversário. Na semifinal, dois jogos contra o 4 de Julho, com derrota por 3 a 1 na ida, e vitória pelo mesmo placar na volta. O saldo de gols colocou o Altos na final contra o River. No Albertão, empate sem gols. O título foi confirmado dentro do Estádio Felipão, com a vitória por 4 a 2.


Foto Luís Júnior/Altos

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Sergipe Campeão Sergipano 2018

O Sergipe levantou a taça de campeão estadual pela 35ª vez em 2018, com uma boa campanha do início ao fim. Na primeira fase, o time ficou em primeiro entre os dez participantes, com sete vitórias, um empate e uma derrota. No hexagonal da segunda fase, o Gipão perdeu um pouco a frente, mas conseguiu a segunda posição na rodada final. A final foi em dois jogos contra o Itabaiana. No primeiro jogo, empate em 1 a 1 no Etelvino Mendonça. O segundo jogo foi em Aracaju, no Batistão, e terminou sem gols. Por conta do gol marcado fora de casa, o Sergipe comemorou mais um título do Sergipano.


Foto Jorge Henrique/FSF

sábado, 14 de abril de 2018

São Caetano Campeão Paulista Série A2 2017

Compensando a ausência deste campeão em 2017, o time do São Caetano, campeão paulista da Série A2. O Azulão voltou para elite do futebol paulista com uma campanha consistente. Na primeira fase, o time ficou na segunda posição com 34 pontos, um a menos que o líder Água Santa. Na semifinal, enfrentou o Rio Claro, o qual eliminou com empate em 2 a 2 e vitória por 3 a 0. Com o acesso já garantido, o São Caetano fez a final contra o Bragantino, no Anacleto Campanella. Em partida única, a vitória por 2 a 1 deu o bicampeonato ao time do ABC paulista.


Foto Adriano Stofaleti/São Caetano