segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Cruzeiro Campeão da Copa do Brasil 1993

Depois de uma década pra ser esquecida – na qual venceu apenas dois estaduais, o Cruzeiro enfim voltava a vencer competições importantes. Começara a década vencendo a Supercopa em 1991 e 1992 e sonhava com uma volta à Libertadores. E o caminho mais curto era a Copa do Brasil.
Começou passando pela Desportiva Capixaba. Nas oitavas de final, sofreu mas bateu o Náutico. Nas quartas, derrubou o então campeão mundial São Paulo. E na semifinal não deu chances ao Vasco. A final seria contra o Grêmio, já em sua terceira no currículo.
No jogo de ida, 0 a 0 em Porto Alegre, ficando tudo para o Mineirão.Na volta, 70 mil foram ao estádio para prestigiar o time do Cruzeiro. A Raposa tinha que jogar com a cautela, pois um gol do Grêmio obrigaria o time de Minas a fazer dois, devido ao critério dos gols fora. Mas logo aos 12 minutos de jogo, Roberto Gaúcho chutou de longe e a bola passou no meio das pernas do goleiro gremista. Frangaço e 1 a 0 para o Cruzeiro no placar. Mas a vantagem durou pouco e, 13 minutos depois o Grêmio empatou, e o título estava nas mãos gaúchas. Mas logo na volta do intervalo, aos 20 segundos, Cleisson tranquilizou a torcida cruzeirense. O placar não se mexeria mais até o fim do jogo.
Festa em Minas: primeiro dos cinco títulos do Cruzeiro na Copa do Brasil.


Foto Divulgação/Placar